1

07 dezembro 2015

#Resenha: Feitiço - Sarah Pinborough


Ficha Técnica
Autora: Sarah Pinborough
Editora: Única Editora
Ano: 2013
Número de páginas: 248
Assuntos: Ficção, Romance. Fantasia.
Adquira: Submarino, Americanas
Você se lembra da história da Cinderela, com sua linda fada madrinha, suas irmãs feias e um príncipe encantado? Então esqueça essa história, pois nesta releitura de Sarah Pinborough ninguém é o que parece. Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades.

~  ~   *  *  *   ~  ~

O  egoísmo que leva a cobiça do poder... Mesmo que para isso seja preciso enganar, enfeitiçar, roubar...

A história começa basicamente como o conto original, Cinderela mora com sua madrasta e irmãs, é tratada como uma criada e sempre fica de fora dos bailes e festas, pois não a acham digna de frequentar tais eventos. O príncipe dará um baile para escolher sua noiva, e como sempre, Cinderela vai ficar de fora, mas uma fada madrinha bem estranha aparece e lhe propõe uma troca, ela ajuda Cinderela a ir ao baile e conquistar o príncipe e em troca, Cinderela terá que conseguir um objeto que está escondido no castelo.
Mesmo sem saber o que é o tal objeto misterioso Cinderela topa, afinal ter o príncipe aos seus pés sempre foi seu sonho, e para isso ela está disposta a fazer o que for preciso...


"[..] Queria, sim, morar no castelo e se casar com o homem que todas as garotas desejavam. Ela não podia evitar. Rose deu um sorriso triste.
- Desde de que você consiga o que quer, não é, Cinderela? Acho que é só isso que importa." Pág. 116

A autora deu uma boa melhorada com relação a narrativa, deixando de lado o tom "infantilizado" utilizado no primeiro livro. Apesar de termos uma nova história sendo contada, há uma conexão, muito bem feita por sinal, da história do volume anterior com este. Já vi várias pessoas falarem que os livros da saga podem ser lidos fora da ordem, mas acho que isso acaba tirando a surpresa de quando você percebe "a ligação" das histórias e o por que do rumo tomado pelo livro anterior. Além de ter presentes elementos de outras histórias infantis, como João e Maria, Robin Hood.
Outro ponto ressaltado no livro é mostrar que ninguém é perfeito, todos têm suas qualidades, defeitos, um lado bom e ruim, sendo que cada atitude pode ter julgamentos diferentes.

"[...] - Mas a vida na corte não é só feita de dança, música e amor, Cinderela. As pessoas boas não se dão muito bem quando todos estão brigando pelo poder. Todo mundo usa uns aos outros para chegar a uma posição com acesso direto ao rei ou ao príncipe. É um lugar cheio de lobos disfarçados." Pág. 32

Cinderela não foi uma personagem mimada e mimizenta como a Branca de Neve, cheguei até a gostar dela, mesmo sendo egoísta, pois tinha atitude e personalidade. Explorou também um outro lado da personagem, algo mais obscuro, sofrido e conflitante. Já o mistério do "ratinho" ficou bem obvio, então soube praticamente o livro inteiro quem ele era.

Mas para mim não tem jeito, misturar cenas eróticas com contos de fada não me agrada, pelo menos foram poucos os momentos que tive que presenciar isso. Assim como no volume anterior, não temos um encerramento definitivo, são deixadas algumas questões no ar, que como aconteceu nesse, devem ser esclarecidas em Poder, o último livro da trilogia.
Não havia gostado de Veneno, mas este acabou me despertando um pouquinho mais de curiosidade em ler o último.

Saga Encantadas - Sarah Pinborough

1) Veneno
2) Feitiço
3) Poder

Avaliação Final:

Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário