1

03 agosto 2015

#Resenha: O Poder da Energia - Brendon Burchard


Ficha Técnica
Autor: Brendon Burchard
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Número de páginas: 304
Assuntos: Não Ficção, Negócios, Liderança.
Adquira: Submarino, Americanas
O Poder da Energia, de Brendon Burchard, nos convida a pensar grande e a transcender as ideias a que nos acostumamos, enquanto, ao mesmo tempo, aprendemos a comandar nossa própria consciência. Convida-nos a uma existência muito mais planejada, onde o controle sobre o prazer e sobre a dor estará em nossas mãos.

E como é possível apoderar-se assim da vida? Podemos escolher entre seguir nossos impulsos, ou dirigir a nossa atenção e atividade a um estado mais elevado de motivação. Podemos deixar que a vida nos leve, ou tomar as rédeas de nossa história até que possamos realmente desfrutá-la.


~  ~   *  *  *   ~  ~

Viver o presente, esse é um dos maiores conceitos de Brendon, pois devemos nos preocupar mais em como percorrer o caminho do que a chegada ao objetivo final...

Nossas motivações não são mais as mesmas, buscamos além das nossas necessidades básicas.
O autor fala da busca incessante das pessoas em conseguir reavivar aquela "faísca de ânimo", para que o que fazemos nos encha de alegria e satisfação.

É um livro bem interessante, que me surpreendeu positivamente pois achei que seria algo monótono e que não iria gostar tanto da leitura quanto gostei.
O gênero autoajuda não faz muito o meu tipo, mas por um acaso, ou como diria Brendon, destino, resolvi pegá-lo para ler e surpreendentemente, Brendon conseguiu abordar temas interessantes e importantes na vida de todo ser humano de uma forma simples e atrativa.

"[...] Por terem permitido que terceiros ou o passado ditassem quem elas são, suas identidades estão presas em uma caixa constrita de crenças a respeito do que é possível para elas. Assim, a experiência na vida e os pensamentos, sentimentos e comportamentos do dia a dia são restritos." Pág 35"

Mostra que às vezes é bom sairmos da zona de conforto, mesmo que isso signifique fazer um tremendo esforço, para tentar fazer algo novo, renovar sua vontade, mesmo que seja algo que você nem pensaria em tentar arriscar.
Ele ressalta vários tópicos como: "A vida presa", referência as pessoas que vivem o passado e não se permitem se aventurar no desconhecido. A busca pela existência com sentido, o impulso pela competência, pelo cuidado, pela conexão, pela mudança, por desafio, pela expressão criativa, pela contribuição e pela consciência. Muitos desses, vivenciamos no dia a dia sem perceber o impacto que pode vir a ter em nossas vidas, como um comentário maldoso, uma crítica construtiva ou o simples fato de ajudar alguém, tudo isso tem um peso e nos afeta diretamente.


"[...] O efeito de se sentir incompleto é desastroso: paramos de tentar, de aprender, de crescer e de contribuir. Começamos, compulsivamente, a nos comparar com os outros, e temos a sensação de que não somos tão bons quanto eles. Nossa energia de vida pode parecer perdida porque o progresso assusta, parece impossível." Pág. 81

No livro Brendon também nos dá valiosas dicas de como ter controle sobre nossas ações, emoções e até mesmo pensamentos, afirmando que só depende do poder dos nossos cérebros. Já sabia sobre o poder que as palavras tem, tantas as destrutivas como as positivas, mas nunca havia me tocado de que nossos pensamentos também podem nos influenciar, sabotar ou nos revigorar.
Não sei se seguiria todos os processos propostos no livro, mas posso dizer que só em lê-lo já me acrescentou vários novos conceitos e me fez ter uma nova visão de certos aspectos da minha vida.

"A criatividade não tem a ver apenas com ideias; ela tem a ver com a forma física. A ideia é a faísca, a forma física, o resultado. Ter uma ideia para um livro não é criatividade; é apenas um pensamento. Escrever o livro e colocar a caneta no papel, páginas após página, é expressão criativa." Pág. 233

Uma leitura rápida que flui muito bem, com explicações simples e que conta sobre alguns fatos que aconteceram com a vida de Brendon, nos levanto a refletir sobre nossas ações e sobre como estamos aproveitando nossas vidas, se realmente estamos vivendo-a ao máximo e se estamos felizes com isso.

É sempre bom fazer uma leitura de um gênero diferente que fuja da nossa zona de conforto ou costume, assim podemos ter contato com novas informações, descobertas e ideias.
Sei que algumas pessoas não gostam do gênero, mas recomendo a leitura para todos, principalmente para aqueles que estão enfrentando algum problema mais pesado em suas vidas.


Avaliação Final:

Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário