1

12 janeiro 2015

~Resenha: O Lado mais Sombrio - A. G. Howard~

Ficha Técnica
Autora: A. G. Howard
Selo: Novo Conceito
Ano: 2014
Número de páginas: 368
Assuntos: Ficção, Fantasia
Adquira: Submarino, Americanas


Sinopse
Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas.
Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer.
Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real – o superprotetor Jeb –, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas.
Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa...

E se o País da Maravilhas fosse algo bem diferente do imaginário das pessoas, com um ar mais obscuro... com um segredo que vai além da maldição de uma família?

Começamos o livro conhecendo um pouco sobre como é a vida de Alyssa, sua fixação por insetos, sua aversão as provocações em relação ao passado de sua tataravó ou seja seu parentesco com Alice e seu imenso desejo de ir para Londres com seu amigo Jeb, nem que para isso tenha que fazer coisas impensáveis.
Só o que ela não esperava era encontrar os "tesouros de Alice", que a levariam diretamente a toca do coelho, tudo que ela acreditava ser somente "loucura de família" acaba se mostrando real, de uma forma bem bizarra e distorcida da clássica história de Alice.
"[...] O silêncio não é tudo aquilo que eu pensava que seria. Durante toda a minha vida de adolescente, tentei silenciar insetos e plantas, na ânsia de me encaixar. Mas estou começando a  pensar que poderei precisar daquelas outras vozes para poder me encaixar na minha própria pele. Para ser eu mesma novamente... Pág. 270"

Quando comecei a lê-lo, pensei que seria uma recontagem da história de Alice, sem muitas modificações e surpresas. Apesar de nunca ter lido o livro da Alice (só assistir filmes sobre a história) e não me recordar de algumas partes, "O Lado mais Sombrio" conseguiu me surpreender com um enredo descontraído, bem estruturado e imprevisível. Mesmo tendo como plano de fundo a história de Alice, a autora deu seu próprio toque peculiar a ela, com criaturas bizarras e pitorescas, mistérios que aos poucos vão sendo revelados e um final inesperado, tudo isso regado a uma atmosfera gótica e sombria.
A forma como vamos acompanhando os passos de Alyssa em sua missão/viagem ao País das Maravilhas ocorre de forma fluída e instigante, sempre despertando nossa curiosidade sobre o que virá em seguida, qual seria o próximo desafio a ser enfrentado por ela. Temos também todos os personagens da história de Alice como: A Lagarta, o Coelho Branco, a Rainha de Copas, o Gato de Cheshire, o Chapeleiro Maluco, sempre sob um ponto de vista bem distorcido e sinistro, deixando-os ainda mais interessante.
"[...] - Eu queria que você visse como ela tem um bom olho para os detalhes. Assim como você em suas fotografias.
- As fotografias contam histórias - Alison murmura. - Mas as pessoas esquecem de ler nas entrelinhas. - Libertando a mão da mão de papai, ela cai num silêncio mortal. Pág. 40"

Com paisagens e cenas exuberantes e fora do comum, A. G. Howard além de nós levar em uma grande viagem por essa atmosfera mística cheia de elementos estranhos e cativantes, também consegue emergir várias emoções e explorar magnificamente o contexto criando algo novo. Com os personagens não poderia ser diferente, destaque para Morfeu, o ser intraterreno (um ser místico) que praticamente roubou a cena, além de ter sido extremamente bem trabalhado, de uma forma sutil e com pouco destaque, é uma figura sinistra que a todo momento te instiga a julgar suas ações, a duvidar de suas intenções, tentar descobrir se ele é digno ou não de confiança, confesso que mesmo depois de terminar a leitura ainda estou em dúvida sobre suas reais intenções.
O romance acabou tendo um grande destaque, não cheguei a achar meloso, há o clássico triângulo amoroso, mas isso não me incomodou pois durante toda a historia pareceu que Alyssa já tinha escolhido um. Jeb foi um pouquinho superprotetor demais e Alyssa, às vezes, também deu suas escorregadas, sendo indecisa e dependente.
Meu único problema foi não ter conseguido me cativar pelo livro como eu esperava, não sei se foi o estilo de narrativa utilizado pela autora ou foi algo meu mesmo, pois gostei muito da história, do desenvolvimento, personagens, mas não consegui me "conectar" ao ponto de sentir como se estive "vivendo" a história juntamente com Alyssa. E algo meio difícil de se explicar, mas isso não tirou nem um pouco do mérito da história.

"Outra linha de texto aparece na tela. Se deseja salvar sua mãe, use a chave.
Dou um pulo para trás, me afastando do computador, com o coração acelerado e as mãos suando dentro das luvas. Não percebi. As palavras estão olhando para mim, piscando.
Como alguém pode estar falando comigo?
Como alguém saberia sobe Alison e como me encontrou? Pág. 64"

Fantasia, alguns mistérios e criaturas sombrias, por vezes assustadoras, compõe esse livro para construir uma história envolvente, instigante, com bastante ação e romance. Mesmo sendo o primeiro de uma trilogia, sua história acaba tendo uma conclusão neste primeiro livro, o que é bacana para aqueles que eventualmente não quiserem continuar a ler a trilogia. Não sei sobre o que os demais darão continuidade, mas estou curiosa e espero me surpreender ao lê-los.

A parte gráfica ficou maravilhosa, folhas com detalhes remetendo as florestas por onde Alice viajou, uma capa exuberante, que de uma forma simples passa exatamente a essência do livro.

Trilogia Splintered  - A. G. Howard

1) O Lado mais Sombrios (Splintered)
2) Atrás do Espelho (Unhinged)
3) Ensnared (Ainda sem data de lançamento no Brasil)


Conto interligado
1.5) A Mariposa no Espelho (The Moth in the Mirror)


Avaliação Final:


Leia também:

4 comentários:

  1. Eu gosto bastante desse livro *.* apaixonei pelo morfeu!
    Infelizmente achei que o segundo livro perdeu um pouco o ritmo mas ainda sim ´é muitobom!!

    Blog: http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br

    Facebook/ fanpage: https://www.facebook.com/pages/Meu-ba%C3%BA-de-estrelas/1588922264671352

    ResponderExcluir
  2. Amo fantasia! Amo mistérios! Sou louca pela leitura desse livro! Gostei muito da sua resenha, me deixou com ainda mais vontade de comprar e mergulhar nesse mundo. Essa capa é maravilhosa, espero não decepcionar quando finalmente conseguir ler! haha

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Esse livro é um dos meus desejados, mas não estou com tanta vontade de lê-lo assim. Ainda mais porque acabei de descobrir que faz parte de uma trilogia,. E eu necessito terminar as trilogias que iniciei. n_n''

    Contudo, parece ser algo que valha a leitura. E eu, como boa fã de Alice, deverei lê-lo em algum momento.

    Até mais

    ResponderExcluir
  4. Oi =)

    ADORO ESTE LIVRO. E adorei o Morfeu.
    Ainda não li o segundo, mas espero ler em breve =D
    Adorei sua resenha, retratou tudo o que senti lendo o livro também =)

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir