1

01 setembro 2014

~Resenha: A Namorada do meu Amigo - Graciela Mayrink~

Ficha Técnica
Autora: Graciela Mayrink
Selo: Novo Conceito /Novas Páginas
Ano: 2014
Número de páginas: 336
Assuntos: Ficção, Romance
Adquira: Submarino, Americanas

Sinopse
Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você?
Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu.
Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!

Como ser capaz de escolher entre uma grande paixão e a amizade do seu melhor amigo? Pois esse é o grande dilema de Cadu...Como escolher sem ferir nenhum dos dois lados?

Cadu, Beto e Caveira são amigos inseparáveis, eles tem cerca 12 anos e são conhecidos como os Três Mosqueteiros. Juliana, vizinha de Cadu, sempre quis ser o D'Artagnan, mas como Cadu não gostava dela acabou negando seu pedido com a desculpa de que o personagem era um garoto por isso ela não poderia se tornar o 4º mosqueteiro. Logo depois Juliana acaba se mudando, o que deixa Cadu eufórico por não ter mais que aturar Juju(como era chamada) no seu pé.
Então 8 anos se passam e a amizade dos três continua firme e forte! Cadu como faz todo ano, viajou para Florianópolis para passar suas férias por lá, quando retorna Caveira lhe conta que Beto está namorando, algo que o surpreende pois o amigo nunca quis ter um relacionamento sério, e ainda mais surpreendente é com quem ele está namorando, Juju, que acabou de voltar a Rio das Pitangas.
Quando Cadu reencontra Juju, ela não lembra em nada a garotinha magricela de anos atrás e é ai que ele começa a reparar na beleza e no encanto da garota. Só que agora ela é a namorada do seu melhor amigo e ele não seria capaz de destruir essa grande amizade por causa de uma garota... será?
E ainda temos Alice, irmã mais nova de Beto, que irá aprontar e causar dor de cabeça ao Cadu.
"Eu estava sentado no chão encostado no outro sofá, longe deles, e evitava olhar para aquela cena. Sentia uma inveja terrível do Beto e detestava isso, porque sempre considerei a inveja o pior dos sentimentos. E ao mesmo tempo estava feliz pelo meu amigo. Sem dúvida eu estava muito confuso em relação aos seus sentimentos nos últimos dias. Pág. 69"

Divertido, encantador! O que pode parecer uma história clichê e bem hollywoodiana se mostrou apaixonante e irresistível. É o primeiro livro que leio da autora, mas já posso dizer que virei fã! Sua narrativa flui de uma maneira natural, sem pressa nem lentidão, na medida certa para cada acontecimento, o que torna a atmosfera da história ainda mais real. E o mais interessante é como ela conseguiu escrever sobre o ponto de vista de um personagem masculino, que acredito ser algo bem difícil de se fazer. Em meio a um cenário jovial, nos pegamos pensando em como Cadu vai resolver esse problemão em que se meteu, afinal ninguém consegue mandar no coração e o seu resolveu bater mais forte justamente por alguém que está completamente fora de questão e quando a gente pensa que o Cadu vai conseguir resolver seu dilema, surgi algo que complica ainda mais a sua vida.
"[...]Como ele não me avisa que o almoço era na casa da Juliana? Meu pai apareceu na porta do quarto.
- O que foi? Por que está trocando de roupa?
- Aquela calça está velha demais.
- Sei. E a camisa?
-Está é mais bonita.[...]
-O que você tem, Carlos Eduardo? Nunca te vi assim.
-Não tenho nada, pai. Só estou me arrumando um pouco melhor, afinal de contas eles são nossos amigos.
- Sei. - Meu pai me olhou com desconfiança.[...] Pág. 46"

O livro tem bastante diálogos, fazendo com que conhecêssemos melhor os personagens e pudéssemos aproveitar mais esses momentos. Sobre os personagens, bem, prepare-se para amar todo esse povo, rsrsrs. Cadu é um fofo, tornando-se difícil não querer confortá-lo e torcer pra que tudo de certo, mesmo que às vezes ele exagere um pouquinho, sendo melodramático. Caveira é hilário, me fez rir várias vezes de suas maluquices. Beto foi o único que me irritou um pouquinho, sua proteção exagerada com suas irmãs era sufocante até para mim, rsrsrs, fora isso foi um ótimo personagem.
Agora a Alice, irmã mais nova do Beto, foi uma personagem que me surpreendeu pois no começo não gostava muito dela, por ser apaixonada por Cadu, viva jogando charme para ele mesmo que fosse praticamente impossível os dois namorarem, já que os três amigos tinham feito um pacto de que era proibido namorar as irmãs de Beto. Mas depois de vários acontecimentos, suas atitudes próximas ao final do livro se mostraram além de maduras muito corajosas. Juliana também foi uma personagem com características muito bem construídas.
"Ficamos olhando um para o outro durante um tempo, meu coração disparado dentro do peito. Vi que ia fazer uma besteira se não levantasse dali imediatamente, mas era como se um ímã me prendesse ao sofá. Sem pensar em mais nada, resolvi que agiria como um amigo e não como um cafajeste. Pág. 128"

Um livro leve, divertido, que nos mostra a força de uma grande amizade e como um amor não correspondido pode ser tão arrasador quando um coração que se apaixona por quem não deve. Recomendadíssimo, mas já aviso que ao lê-lo, vai surgir aquela imensa vontade de estar dentro da história, vivendo as confusões juntamente com esses personagens encantadores.

Avaliação Final:




Leia também:

Um comentário:

  1. Oi, Samantha!
    Pouco ou nada sabia a respeito desse livro, apesar de já ter visto a capa de relance algumas vezes. A premissa é curiosa, ainda que clichê (inegavelmente). Leituras mais clichês na maioria das vezes são boas pedidas<3

    Beijo

    ResponderExcluir