1

02 agosto 2014

~Resenha: Enquanto a Chuva Caía - Christine M.~

Ficha Técnica
Autora: Christine M
Selo: Novo Conceito / Novas Páginas
Ano: 2014
Número de páginas: 288
Assuntos: Ficção, Romance
Adquira: Submarino, Americanas

Sinopse
Erik não procura mais a garota dos seus sonhos. Vive em busca de adrenalina e de uma razão para continuar cumprindo tarefas obscuras. Ele sabe que é muito bom no que faz e não vê nada que possa ser melhor do que os seus dias repletos de perigo. O que Erik não esperava é que sua paixão por correr riscos seria a sua ruína. Ameaçado, ele precisa fugir para o exterior e viver disfarçado de cidadão comum, trabalhando como advogado em uma grande empresa.
Marina comanda o império da família depois de seu pai ter sucumbido ao mal de Alzheimer. Precisa suportar ver os pais tombarem diante da ação implacável do tempo, enquanto ainda carrega a ferida provocada pela morte do jovem marido. Com o comando das empresas nas mãos, ela percebe que nem todas as atividades da corporação obedecem aos manuais de boa conduta.
Quando ambos se encontram, presente e passado se misturam, dando início a um mistério arrebatador que os atrai a uma paixão incontrolável. No entanto, os segredos, cedo ou tarde, virão à tona e os colocarão em lados opostos da balança.
Nenhum dos dois é inocente, mas será que eles aceitarão as verdades que tanto se empenham em esconder? É possível construir um futuro mesmo depois de descobrir que nesta história não há mocinha nem herói?

S e envolver com algo perigoso sempre foi um divertimento para Erik, mas quando isso começa a envolver aquilo que mais ama, suas convicções começam a fraquejar...

Primeiro conhecemos Erik, um advogado destemido que tem um trabalho peculiar: investigar casos criminosos e para obter informações preciosas é capaz de tudo, até de matar. Algo que ele realmente não se importa em fazer principalmente se a pessoa for culpada.
Ele acaba se encrencando em uma dessas investigações e é forçado a tirar férias, então sai do Brasil rumo a Nova York para ocupar uma vaga no departamento jurídico na empresa H&D. Em meio a isso conhecemos também Marina, uma jovem viúva que além de enfrentar a dor de ter perdido seu grande amor, tem que sofrer por ver seu querido pai perder a batalha para o Alzheimer, com isso o pai e a mãe de Marina acabam deixando a empresa aos cuidados da filha, sim, a mesma empresa que Erik irá trabalhar. O que os dois não sabem é que serão envoltos em uma trama corrupta e muito perigosa.
"Dúvida. É isso que te faz sair de onde está. É a dúvida, e não a certeza, que te tira o sossego e bagunça o que estava indo perfeitamente bem. Pág. 07"

Uma história belamente escrita e muito bem estruturada, que envolve amor, a dor da perda, mistérios, perigo, tudo na medida certa para que o leitor se surpreenda e só queira largar o livro depois de ter terminado a leitura.
Conseguiu me conquistar já nas duas primeiras páginas com uma narrativa suave e deliciosa, contando com um tom tão grande de realidade, que é como se estivéssemos dentro do livro, vivendo cada momento com os mesmos sentimentos que os personagens, convivendo lado a lado com eles. Narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Erik e Marina, conseguimos perceber claramente a diferença de personalidade dos personagens, assim como seus sentimentos e conflitos. Suas brincadeiras e sarcasmo foram outro ponto muito bem trabalhado, deixando a leitura descontraída.
Há várias passagens no livro que nos faz refletir sobre certas verdades da vida, como expectativas, sonhos e  caminhos, isso tornou a história ainda mais emocionante e encantadora, pois não há como não se identificar e pensar que já passamos ou até que poderíamos passar por aquilo.
Só em um pequeno momento, quando os dois tem objetivos diferentes que acabam por afastar um do outro, senti falta de uma exploração maior do caso relacionado a família de Marina. Sei que o foco do livro é o romance, mas teria sido interessante ver um pouco mais de perigo, de risco, inclusive em relação a "ameaça" que a irmã de Erik recebeu. Isso não afeta ou tira a beleza e o encanto da história, mas seria uma pitada boa a ser adicionada.
"Talvez nos acostumemos com qualquer rotina, qualquer vida, e acabemos criando involuntariamente uma teia em volta de tudo que consideramos nosso. Talvez fiquemos cegos, trancados ali, iludidos pela segurança que parece oferecer tudo o que nos é familiar. Não importa: para o bem ou para o mal, a gente quer o que já conhece, o que não gera receios ou insegurança.  Pág. 23"

Erik é um amor. Confesso que foi ele o responsável por me encantar pelo livro logo nas primeiras páginas. Tem uma personalidade diferente dos de costume, sendo fofo, carismático e galanteador na medida certa, mas como ninguém é perfeito, ele também não é, e isso o torna ainda mais verdadeiro.
Marina, passou por vários momentos difíceis, por isso é compreensível que ela seja como é, apegada ao passado, as boa lembranças e que deseje tudo isso de volta.
"Mas acontece que nada é simples. Todo mundo é resultado de um acúmulo de vida, de promessas e expectativas não cumpridas. Cada um de nós é a soma dos dias vívidos e também daqueles que nunca vieram, e normalmente é difícil saber o que pesa mais. Pág. 225"

Simplesmente encantador. Um livro que todos deveriam ler, sem restrição de idade, pois contagia e emociona. Um romance com uma pitada de policial e uma história perfeitamente completa, sem enrolação ou pontas soltas, por onde passamos pelo amor, drama, mistério e perigo que um bom livro pode nos proporcionar.

Avaliação Final:




Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário