1

09 abril 2014

~Resenha: Starters - Lissa Price~

Ficha Técnica
Autora: Lissa Price
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012
Número de páginas: 368
Assuntos: Distopia, Ficção


Sinopse
Sobreviver é apenas o começo...
Seu mundo mudou para sempre.
Callie perdeu os pais quando a Guerra dos Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha.
A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador.
Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...

Você seria capaz de alugar seu corpo, para que outra pessoa o usasse para voltar a ser jovem e viver aventuras durante um mês???......Não? E se fosse para ajudar alguém muito importante em sua vida?

Callie quer a todo custo proteger e dar uma vida melhor ao seu irmão mais novo Tyler, que tem um série nos pulmões , mas para isso precisa de dinheiro, então aceita ser um doadora e alugar sua corpo por um mês, assinado um contrato com a Prime Destinations. Callie só não esperava "acordar" em um lugar desconhecido, cercada de pessoas que nunca havia visto. Ao perceber que ainda estava "vivendo" a vida de sua inquilina, constata que seu neurochip, que foi implantado pela Prime, estará com defeito.
Orientada pela própria Prime a voltar ao prédio da empresa, caso o neurochip apresentasse problemas, Callie decide voltar, mas algo estranho acontece ela começa a ouvir uma voz em sua cabeça, que lhe aconselha a não voltar à Prime, senão as duas morreriam.
"Nós inserimos um pequeno neurochip na parte de trás de sua cabeça. Você não vai sentir nada. É totalmente indolor. O neurochip permite que você esteja conectada ao computador a qualquer momento. Nós conectamos suas ondas celebras ao computador e ele conecta vocês duas. Pág. 18"

Finalmente me rendi e peguei Staters para ler, por se tratar de uma distopia, gênero que tem me atraído bastante, tinha certas expectativas sobre ele. A premissa envolvendo alugueis de corpos era muito boa, mas o desenvolvimento da mesma pareceu não alcançar seu propósito. Não cheguei a me decepcionar com o livro, mas também não foi nenhuma surpresa, sendo uma leitura em que não me afeiçoou em nada, a não ser pela capa que é magnífica. Do começo até um pouco depois da metade, seu desenvolvimento é lento, aliás o que mais senti falta na história foi da ação que é quase nula, tem alguns acontecimentos e partes mais agitadas, mas nada em um nível que te deixe com "o coração na mão" ou alucinada.
Alguns detalhes também não fizeram muito sentido, ficando sem nexo ou não foram bem explicados, como no caso dos Enders, que possivelmente será mais aprofundado na continuação de mesmo nome. Mesmo assim é estranho não sabermos como é possível existirem idosos com mais de 200 anos andando normalmente por ai, trabalhando, querendo ter a juventude de volta para viver várias e perigosas aventuras juvenis.

"Estava louca para saber  por onde meu corpo tinha andado. Que esportes eu praticara? Meus braços não estavam doloridos, nem minhas pernas. Era muito esquisito não saber onde seu corpo estivera ou o que fizera durante um dia inteiro. Com quem você conversou, de quem você gostou e de quem não gostou. E se minha inquilina houvesse irritado alguém? Eu teria um novo inimigo? Pág. 61"

Ao longo da história nos é apresentado vários outros personagens, mesmo que cada um contribua para um estágio da mesma, notei que muitos deles são rasos, sem carisma, até Callie não conseguiu me cativar, com exceção de Tyler que deu graça e inocência a história e Blake por fazer parte do grande segredo final. Mortes dramáticas que invés de causar comoção ou ter alguma relevância na história, se tornaram algo apelativo e sem necessidade.
Aliás o final teve uma revelação, que confesso, nem ter chegado a cogitá-la, me surpreendendo. Essas reviravoltas e surpresas, deixaram uma porta aberta para que a autora possa explicar detalhes no próximo livro, como o por que do neurochip de Callie ter uma grande importância para a Prime.

"-[...] A Prime não os aceitaria se eles tivessem parentes. Eles querem os sem laços, sem passado, sem esperança. Criança sem famílias para investigar os motivos pelos quais eles não voltaram para casa. Pág. 141"

Foi uma leitura que oscilava bastante entre momentos interessantes, intrigantes a monótonos e desanimadores. Espero que na continuação intitulada Enders, as pontas soltas desse livro sejam mais aprofundadas e respondidas.
Para aqueles que gostam de uma distopia bem leve, com uma escrita que flui agradavelmente, pode ser uma boa opção, mas se você já curte uma história mais intensa, com ação e grandes mistérios, acredito que Starters não irá te surpreender.


Série Starters/Enders - Lissa Price

0) Retrato de um starter – uma descoberta (Conto, disponível somente em e-book)
1) Starters
2) Enders.


Avaliação Final:



.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Leia também:

3 comentários:

  1. Olá!!

    Lembro-me que na última Bienal do Livro em SP, a Novo Conceito fez um trabalho magnífico em seu estande utilizando esse livro. Desde aquela época fiquei interessada em lê-lo, e consequentemente esqueci e não sei o porque de adicioná-lo ao desejados.

    Já li na revista Mundo Estranho que eles pretendem fazer filmes dessa série. O que não me surpreende, afinal, é mais fácil pegar algo que já tem uma história e fãs do que criar algo do zero.

    Estranhei bastante sua resenha. Afinal, só ouvi coisas boas sobre o livro. rsrsrs

    Até mais

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Eu gostei muito deste livro. Apesar de alguns contras, como você mesma apontou na resenha, achei que de forma geral, é bom. A série promete! =)

    Beijos,
    Livy
    http://www.nomundodoslivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Que pena que ele tenha tão pouca emoção, pois a sinopse havia me despertado (e muito) o meu interesse pela história. Mesmo assim, talvez eu venha a lê-lo (quando eu tiver um tempo e conseguir cumprir metade da minha meta de leitura).

    Abraço!

    http://cupiolibero.blogspot.com.br

    ResponderExcluir