1

01 abril 2014

~Resenha: Fênix: A Ilha - John Dixon~

Ficha Técnica
Título: Fênix: A Ilha
Autor: John Dixon
Selo:  Novo Conceito
Ano: 2014
Número de páginas: 336
Assuntos: Ficção, Aventura


Sinopse
EM TELEFONE. SEM SMS. SEM E-MAIL. SEM TV . SEM INTERNET . SEM SAÍDA. BEM-VINDO A FÊNIX: A ILHA
Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais.
Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos?

P ense duas vezes antes de fazer algo que seja considerado ruim....Pois nesta ilha não há misericórdia...

Carl Freeman, de 16 anos, é um jovem campeão de boxe, passou parte de sua infância sendo mandado de um reformatório a outro. Apesar de não gostar de se envolver em encrencas, Carl não consegue ficar parado enquanto presencia pessoas mais fracas sendo alvo das garras dos valentões. Com seus punhos, procura dar uma "lição" naqueles que se divertem explorando a fraqueza dos outros. Só que ele acaba não conseguindo se controlar e um desses valentões vai parar no hospital, com isso, Carl acaba sendo julgado e mandado para o pio lugar da terra, a Ilha Fênix.
Uma "Instituição Terminal" que tem o propósito de transformar delinquentes em ser humanos melhores. Um severo campo de treinamento estilo militar imune as leis, localizado em uma ilha que ninguém tem a mínima ideia de onde fica.
No começo os duros exercícios no estilo militar não o incomodam tanto, afinal ele já está acostumado a se exercitar fortemente por causa do boxe. Mas ele logo percebe que está ilha pode não ser o que se propõe. E que esconde vários mistérios......

"- Vou lhe dizer, então. Você adquire algumas coisas e depois quer mais. E mais. Para as pessoas comuns, possuir coisas bonitas fornece o único senso de poder que vão conhecer em toda a sua vida. A propriedade é venenosa, Carl. Nunca acumule coisas apenas para tê-las e nunca confunda posses com poder. Pág. 171"

É um livro denso, por vezes profundo, em algumas partes tem um estilo bem militar, o que justamente o tornou tão vívido. O começo nos informa de vários acontecimentos, principalmente na vida de Carl. Ao adentrar na ilha, nos é apresentado novos personagens que deixam a história ainda mais interessante.
Confesso que quando iniciei a leitura, provavelmente por ser um estilo novo para mim, foi bem parado e insosso, mas não chegou a ser uma leitura maçante ou arrastada, pelo contrário, a narrativa do autor é tão boa que nos prende à história, sem que percebamos a leitura flui deliciosa e perfeitamente. Depois de umas 60 à 70 páginas, a coisa começa a ficar "séria", o que mudou completamente a ideia que eu tinha de como seria está leitura, mostrando que a ilha pode ser mais feroz do que se imagina, o que me animou em relação ao rumo da história, me instigando a querer descobrir todos os mistérios que a envolvem.
O autor consegue expor a ferocidade da ilha de uma tal forma, que consegue atormentar até o leitor, que fica imaginando como seria estar na pele de algum dos personagens, vivendo a pressão, o terror e o medo. Possui partes fortes e bem violentas com direito a muito sangue, por muitas vezes chegam a ser angustiantes, tamanha é a ansiedade gerada para se saber como será o desfecho daquele momento.


A Diagramação ficou incrível, o livro divou da capa até a última página *----*

"- Sim, primeiro-sargento - respondeu Octavia. Saiu correndo. Não queria ver a perna de Rice de novo, não queria ver seu rosto e definitivamente não queria ouvir sua versão da história, pois, dessa vez, não importaria quão absurdas fossem as alegações de Rice: não seriam mentiras.
Às vezes, pensou ela, é melhor nem sabe a verdade. Pág. 79"

Carl me parece muito "bonzinho", principalmente por defender mesmo aqueles a quem ele sequer conhecia, não há nada de errado em defender alguém, mas como é algo que tem pouquíssimas chances de acontecer, principalmente no mundo atual, soou como uma característica superficial. Fora este pequeno detalhe, o personagem se desenvolveu perfeitamente na história, foi um verdadeiro guerreiro, forte, não fraquejou e batalhou incansavelmente, conseguindo encontrar seu destino. Tudo por o que ele passou foi sobre-humano, se tornou um dos personagens que mais admirei.
Ross foi encantador, divertido com suas piadas, principalmente as inconvenientes. Stark é sábio, admito, e suas palavras são capazes de conquistar várias pessoas. Alguns personagens  me surpreenderam por mudarem suas atitudes durante a história, mostrando seu verdadeiro caráter, alguns com um lado bom e outros um lado obscuro. 

"Caras como Decker eram confiantes e durões e maus até os ossos. Feriam as pessoas porque gostavam de causar dor. O sujeito andava provocando Carl durante semanas, tentando obter alguma reação dele, mas Carl não tinha mordido a isca. Agora isso, Os olhos de Decker brilhavam, cheios de interesse. Pág. 109"

Quando anunciaram seu lançamento vi vários comentários positivos e ansiosos. Comecei a lê-lo sem euforia, pois não sabia o que esperar da história e foi ai que acabei me surpreendendo. Uma história diferente, madura, bem equilibrada, que nos provoca e faz refletir, envolta em vários mistérios que nos deixam ansiosos para desvendá-los!
Este livro daria um ótimo filme! Fica a dica ;D


Avaliação Final:



.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Leia também:

6 comentários:

  1. Olá Samantha,

    Esse livro esta na minha lista de espera de leituras e essa é a segunda resenha super positiva que leio dele, provavelmente irei passar na frente de alguns para ler ele, gosto do estilo e a capa é bem legal....parabéns pela sua resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Samantha. Estava super curiosa para ler esse livro porque pela sinopse achei muito legal. Depois dessa sua resenha a vontade de ler só duplicou.haha
    All My Life in Books

    ResponderExcluir
  3. Já gostei da sinopse, parece muito bom, mas não é um pouco assustador? Fiquei interessada em lê-lo. Ótima resenha, deu pra ver que é um livro interessante e que chama você a não parar de ler.

    Dream High!

    ResponderExcluir
  4. Oi Samantha, engraçado que enquanto lia a resenha eu pensei "Isso daria um ótimo filme" e depois tu colocou ali no final. Fiquei bastante curiosa, quero saber os mistérios dessa Ilha e achei essa capa linda. Muito boa a resenha me deixou ansiosa para ler :)

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada nesse estilo de leitura, mas confesso que fiquei muito curiosa quanto ao livro.Quem sabe leio algum dia?
    Bjs
    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. UAU! Adorei sua resenha!
    Se já estava com vontade de ler, fiquei com mais vontade ainda =)
    Este livro parece realmente ser muito bom, e espero me surpreender tanto quanto você!

    Beijos,
    Livy
    http://www.nomundodoslivros.com/

    ResponderExcluir