1

25 abril 2014

~Resenha: Boneca de Ossos - Holly Black~

Ficha Técnica
Autora: Holly Black
Selo:  #irado (Novo Conceito)
Ano: 2014
Número de páginas: 224
Assuntos: Ficção, Infantojuvenil


Sinopse
POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...

O  que faria se a alma de uma boneca feita de ossos começasse a te assombrar? Um livro encantador, por vezes sombrio e recheado de fofura...

Assim que começa o livro nos mostra como Zach, Poppy e Alice gostam de brincar em meio a fantasia de suas vastas imaginações. A boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira na casa de Poppy reina soberana nas histórias que inventam, e anseia pelo momento em que poderá se libertar da prisão de vidro, já que a mãe de Poppy não deixa de jeito nenhum que ela seja retirada da cristaleira. Mas o pai de Zach acaba fazendo algo terrível, por acreditar que o filho já não é mas uma criança e agora Zach não pode mais brincar e também tem receios de contar as amigas o por que disso.
Até que em uma noite, Poppy pede ajuda a ele e a Alice em uma missão. Diz que está sonhando e sendo assombrada pelo fantasma  da boneca, que quer ser enterrada em seu túmulo, que se encontra vazio, para finalmente descansar em paz....
"Um vento sinistro cantou através das arvores que precisavam ser podadas, em frente à velha casa do senhor Thompson, no final do quarteirão. Parecia alguém gritando bem longe, mas que se aproximava a cada segundo. Zach apertou o passo, andando cada vez mais rápido, sentindo-se um bobo por isso. Sentiu cócegas em seus cabelos na nuca, como se pudesse sentir a respiração do que se aproximava logo atrás dele. Pág. 24"

Este foi o meu primeiro contato com uma obra da Holly Black, que soube dosar muito bem os elementos da história. Quem nunca pegou seus bonecos(as) quando era criança e imaginou histórias fantásticas envolvendo eles? O começo me fez recordar das minhas brincadeiras na infância, confesso, gostei mais das histórias criadas por Zach, Poppy e Alice do que as minhas, eles foram bem mais criativos do que eu naquela época, rsrsrs.
A ideia de uma boneca feita de cerâmica misturada ao pó de ossos humanos é assustadoramente fascinante, pois isso já torna a atmosfera do livro sinistra, adicione vários acontecimentos bizarros e terá a obscura e cativante história de Boneca de ossos.
Por ser um Infantojuvenil, meu único receio era o livro possuir uma narrativa fraca, fútil, onde os personagens perderiam mais tempo debatendo sobre insignificâncias do que desenvolvendo a própria história. Esqueça! Holly nem sequer chegou perto disso, foi além.

"Há pessoas que fazem coisas e pessoas que nunca fazem... Que dizem que vão fazer, mas simplesmente não fazem. Eu queria ter uma missão. E, agora que tenho uma, não vou recuar. Não vou para casa até terminá-la. Pág. 88"

Os personagens principais, apesar de terem uma faixa etária até 12 anos, tem personalidades bem maduras, o que impressiona e envolve o leitor. ainda mais por não ficarem fazendo pirraça, palhaçadas e dramalhões forçados em torno do que vai envolvendo a história. Por vezes estão até bem calmos se formos pensar pelo risco que a tal "missão" os envolveu. Há algumas brigas, incertezas e Alice que soou a mais "chatinha" do trio, mas nada que chegue a cansar a leitura ou saia do foco da história.

As ilustrações, maravilhosas por sinal, deram mais charme e beleza ao livro, deixando-o ainda mais impecável. Cada vez que virava uma página, ansiava por me deparar com a próxima ilustração que surgiria. Parabéns a Eliza Wheeler pelo belíssimo trabalho, as ilustrações em que a boneca se destacava foram as minhas favoritas S2.
"Aquilo fez Zach sentir, por um momento, que nenhuma história era mentira. Nem as histórias de Tinshoe Jones sobre alienígenas. Nem as histórias do papai sobre as coisas melhorarem ou as coisas piorarem. Claramente, nem as histórias de Poppy sobre a Rainha. Talvez todas as histórias fossem verdade. Pág. 109"

Gostei muito! Foi uma leitura intrigante e muito prazerosa, mas aos mais afoitos um aviso: não espere cenas sanguinárias, pesadas e medonhas, afinal é um infantojuvenil, mesmo sendo sombrio, ele tem o seu limite, então se você espera algo do tipo, pode vir a se decepcionar... Mas não pela história!
Recomendo a leitura, assim como já o adicionei na minha lista de favoritos.

A página do livro ficou #irada! Visite: http://www.bonecadeossos.com.br/ (com algumas das ilustrações do livro)
Site do selo #Irado: http://www.portalirado.com.br/

Lembrando que este é um lançamento do mês de Maio! Já está em pré-venda em vários sites de livrarias.
- Saraiva
- Cultura
- Travessa

É um livro:


.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Leia também:

Um comentário:

  1. Achei muito bacana esse novo selo da NC, o #irado. Gostei bastante dos livros que eles estão lançando por esses selos. A Holly sempre faz obras interessantes, essa em especial me deixou curiosa.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir