1

23 setembro 2013

~Resenha: A Livraria 24 do Mr. Penumbra - Robin Sloan~

  Ficha Técnica
Título: A Livraria 24 Horas do Mr. Penumbra
Autor: Robin Sloan
Selo: Novo Conceito
Ano: 2013
Número de páginas: 288
Assuntos: Ficção, Aventura


Sinopse
A recessão econômica obriga Clay Jannon, um web-designer desempregado, a aceitar trabalho em uma livraria 24 horas. A livraria do Mr. Penumbra — um homenzinho estranho com cara de gnomo.

Tão singular quanto seu proprietário é a livraria onde só um pequeno grupo de clientes aparece. E sempre que aparece é para se enfurnar, junto do proprietário, nos cantos mais obscuros da loja, e apreciar um misterioso conjunto de livros a que Clay Jannon foi proibido de ler.

Mas Jannon é curioso...

Uma aventura muito bacana, onde descobrimos que há muitos mistérios por ai, bem na nossa frente, só esperando o momento certo de serem revelados...


Clay Jannon, um webdesigner desempregado, após insistir em alguns anúncios de emprego que não estavam dando muito certo, acaba parando em frente a uma livraria, onde a uma placa de "Precisa-se de Atendente". Ao adentrar, fica maravilhado com as estantes, que de tão altas, quase não se dá para ver o final. Acaba conhecendo Mr. Penumbra, e se tornando o mais novo atendente da Livraria 24 Horas do Mr. Penumbra.
Clay, que trabalha na parte da madrugada, logo percebe que não se trata de uma livraria comum, pois no seu acervo não há livros recentes, mas uma coleção seletiva feita por Penumbra e uma seção a que ele intitula de "Catálogo Pré-histórico", onde há livros misteriosos, que não são catalogados por gêneros e sim por números de fileira e prateleira, onde os ávidos e estranhos clientes de lá procuram trêmulos de necessidade.

"[...] Na realidade, não há nenhuma palavra. As páginas não passam de longas fileiras de letras, uma confusão indecifrável.
- Bem - diz Mat. - Não há como sabe que isso não é uma enciclopédia de rituais satânicos...
Pego outro livro na prateleira, este grande e fino com uma capa verde forte e a lombada marrom com a palavra KRESIMIR. O interior é exatamente igual.
- Talvez sejam apenas quebra-cabeças para se divertirem - diz Mat. - Como um sudoku super avançado. Pág. 36"

O começo foi um pouco lento, que relata um pouco da vida cotidiana de Clay e seus amigos. A partir + ou - da página 50, as coisas começam a se desenvolver. Até então o mistério central girava em torno dos estranhos e raros clientes que pegavam emprestado os "diferentes" livros da seção pré-histórica. Mas assim que Clay cria um programa que representa a livraria em 3D, os mistérios começam a tomar proporções bem maiores.
Há várias partes referentes a programação, e como eu tenho conhecimento na área, acabei me identificando com essas partes, mas não é nada complicado. Até o Google apareceu na história.

"- Então não é nada de mais?
Penumbra dá de ombros.
Isso depende - diz ele. - Depende do quão sério se leve um velo e severo capataz que acredita que tudo deve ser sempre igual em todos os lugares. - Ele faz uma pausa. - Por acaso, eu não o levo nem um pouco a sério.
- Ele costuma vir aqui?
- Nunca!. - diz imediatamente Penumbra, sacudindo a cabeça. - Ele não vem a São Francisco faz muitos anos... mais de uma década. Não ele está ocupado com outras obrigações. E graças a Deus por isso. Pág. 54"

O interessante é como a partir do programa que Clay fez, se desenrolou vários outros mistérios, um se conectando ao outro e como com a ajuda de amigos, ele conseguiu ir desvendando pequenos enigmas até chegar ao mistério principal do história, que esteve lá desde o começo, que surpreende quando chegamos ao final do livro.
Os personagens são muito carismáticos e empolgantes. Penumbra foi um dos que mais gostei, mesmo aparecendo pouco no livro, praticamente toda vez que ele surgia, me arrancava um sorriso. Clay também foi incrível, se arriscou para desvendar os enigmas e ainda mais para ajudar seu querido empregador e amigo Penumbra.

"[...] E se eu pudesse ler isso? E se eu pudesse dar uma olhada nessa página e, você sabe, entender a piada? Ou levar um susto diante do risco?[...] Não. Enquanto viro ás páginas desse codex codificado, me dou conta de que os livros de que mais gosto são como cidades abertas, com todos os tipos de maneiras de passear por eles. Isso aqui é uma fortaleza sem portão de entrada. Espera-se que você escale as muralhas, pedra por pedra. Págs. 182 e 183"

Alguns pontos(Meio) Negativos...
Ficaram duas perguntas no ar: "Quem seria Grumble?" e "O que o Codex vitae de Penumbra dizia sobre ele?", o autor poderia ter acrescentado ainda mais mistérios usando como pretexto a revelação de respostas a estas duas perguntas ou foi só eu que me empolguei e fiquei curiosa demais ;)

*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Quando peguei o livro para ler, não sabia muito o que esperar, pois o título e a sinopse não te passam o real mistério a ser desvendado, me chamou a atenção o fato de o autor ter usado uma livraria como cenário, acabei me surpreendendo com no decorrer da historia.
Super recomendado! A narrativa do autor é muito boa, ainda mais se você gosta de aventuras com pequenos momentos de aflição e surpresa.
"Mr. Penumbra sabe muito bem escolher seus atendentes" ;D


Avaliação Final:



.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Leia também:

7 comentários:

  1. Nota 5? Que delícia... Realmente já ouvi falar muito bem do livro, estou curiosa para ler, só me falta tempo... A minha fila está enorme!

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. fiquei bastante interessada em ler esse livro, essa aura de fantasia e mistério dele me deixaram curiosa.. sem contar a capa, que é linda neh :D
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou louca para ler este livro já faz algum tempo. Misturar suspense com livros me deixou super curiosa para ler, sem contar que eu queria muito trabalhar em uma biblioteca e eu AMO livros de suspense <3
    Um beijo
    http://abcddolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. te indiquei tag no blog. :D
    http://torporniilista.blogspot.com.br/2013/09/tag-as-5-melhores-capas-de-sua-estante.html

    ResponderExcluir
  5. Já havia visto este livro e fiquei interessada assim que vi a capa, achei ela bem legal e apaixonante.
    Muito boa sua resenha, deu mais vontade ainda de ler, esse livro faz bem o meu estilo, com bibliotecas, livros e mistérioooo
    Adorei :)
    Beijos
    neversaynever-believe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá Samantha,

    Li e resenhei esse livro no blog, gostei mas esperava muito mais....parabéns pela resenha....abraços!!


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Bom dia,
    acho esse livro bem interessante e gosto da história. Esse negócio de mistério e suspense me atrai muito. Sua resenha me deixou com mais vontade de ler. Beijos.

    ResponderExcluir