1

13 agosto 2013

~Resenha: A Escolha - Nicholas Sparks~

Ficha Técnica

Título: A Escolha
Autor: Nicholas Sparks
Selo: Novo Conceito
Ano: 2012
Número de páginas: 304
Assuntos: FICÇÃO, ROMANCE


Sinopse
Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte.
Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever.

Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

É um romance que está envolto em várias escolhas, algumas difíceis outras nem tanto, mas todas as que foram feitas, foram por amor.....


Primeiramente, este foi um livro que eu comecei a ler sem saber nada sobre a história, pois eu decidi que não irei mais ler nem sinopse nem as abas do livro quando for iniciar a sua leitura. Acho que desse modo a leitura fica mais legal, se envolvendo mais com a história.

"- Mas eu sou um pessoa diferente hoje, em relação a quem eu era naquela época. Assim como eu era uma pessoa diferente no final da viagem em relação a quem eu era no começo. E serei uma pessoa diferente amanha em relação a hoje. E isso significa que nunca poderei repetir aquela viagem. Mesmo se eu fosse para os mesmos lugares e encontrasse as mesmas pessoas, não seria a mesma coisa. A minha experiência não seria a mesma. Para mim, é isso que as viagens representam. Conhecer pessoas, aprender não somente a apreciar uma cultura diferente, mas a realmente desfrutar dessa cultura como se eu fosse uma pessoa daquele lugar, seguindo qualquer impulso que eu sinta... Pág. 119"

O começo da história é bem sem graça, se tornando algo bem tradutório, mas conforme você vai se aproximando do meio já melhora. Apesar de seu começo, é um livro gostoso de se ler, o Nicholas escreve super bem, não me apaixonei como em "Diário de uma Paixão".
Mas o legal do livro foi que Nicholas conseguiu deixar várias possibilidades para justificar o título do livro, remetendo as personagens não somente uma escolha, mas sim várias que acabam dando andamento a história igual seria na vida real, mostrando bem, como a vida tem seus altos e baixos, erros e acertos e como as pequenas coisas, que às vezes julgamos triviais, na verdade tem uma grande importância em nossas vidas. Algo que muitas vezes acabamos nos esquecendo.

"- Que uma xícara de café? - ofereceu ela. - Acabei de fazer.
Ela sentiu uma mistura de alívio e decepção quando ele balançou a cabeça negativamente.
- Não, obrigado. Prefiro não ficar acordado quando estou tentando dormir.
Ela riu. - Você é engraçado.
- Eu tento ser - disse ele e, por um estante, ela o visualizou apoiado no balcão de um bar, dando a mesma resposta a uma mulher atraente, o que lhe deu a vaga impressão de que ele estava flertando com ela. Pág. 83"


Gostei dos personagens, mas a minha favorita foi a irmã de Travis, a Stephanie, com sua profunda sinceridade, graça e sarcasmo, encantadora, acho até que ela poderia ter aparecido mais no livro, dei boas risadas com suas provocações e sinceridades!

"- Você realmente sentiu vontade de carregar caixas térmicas ou barracas até a praia? Confie em mim, não há nada de divertido nisso. - Depois de ajustar a parte de cima do seu biquíni, ela se levantou de onde estava sentada. - Bem, a costa está limpa. Podemos ir. ela pegou sua bolsa de praia e colocou-a sobre o ombro. - É preciso conhecer os momentos propícios para desfrutar da sua preguiça. Quando se faz do jeito certo, uma forma de arte que faz bem a todos.
Gabby hesitou. - Não sei por quê, mas gosto do seu jeito de penar.
Stephanie riu. - Claro que você gosta - disse ela. - A preguiça faz parte da natureza humana. Mas é bom saber que não sou a única que entende dessa verdade universal. Pág. 125"
Alguns pontos Negativos...
A parte em que Gabby tem que fazer sua escolha em relação "ao amor" poderia ter sido melhor trabalhada, ficou uma coisa muito rápida. Em uma página ela está refletindo na outra, além de ela já ter decidido, você vira a folha, e já se passaram 11 anos, tudo bem, não precisava de um capítulo inteiro que enrolação, mas umas três páginas já bastavam, não sei se iram me entender, mas com isso a escolha dela pareceu muito fácil...
Gabby às vezes exagera um pouco, parecendo ter duas personalidades.

~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*~*

Foi uma leitura gostosa, você ri, refleti sobre alguns aspectos e situações da vida, até se por no lugar dos personagens e se perguntar "eu teria coragem", "eu saberia lidar com x situação". É um livro que eu recomendo...


Avaliação Final:



.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Leia também:

2 comentários:

  1. Oiee ^^^
    Não sou muito fã do Nicholas, mas li esse livro e gostei bastante ^^
    Participo do projeto Com amor, por favor sem flash e vim lhe fazer uma visitinha :)
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Sou apaixonada pelos livros de Nicholas, e esse é o que mais gosto. A história é linda e emocionante. Sua resenha até me deu vontade de ler esse de novo. Beijos.

    ResponderExcluir