~Resenha: Bem Mais Perto - Susane Colasanti~

Ficha Técnica

Título: Bem Mais Perto
Autora: Susane Colasanti
Selo: Novo Conceito
Ano: 2012
Número de páginas: 240
Assuntos: FICÇÃO, TEEN


Sinopse
Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.

Faz dois anos que Brooke é apaixonada por Scott, ela o observou por todo este tempo, acreditando que um pertencia o outro. Durante o piquenique do 2º ano, Brooke decide se declarar para Scott, mas antes que consiga criar coragem, fica sabendo que ele vai se mudar para Nova York. Com receio de perdê-lo, ela deixa amigos, escola, até sua mãe, para ir atrás dele, mesmo que tivesse que ir morar com seu pai. Brooke sempre sonhou em morar em NY e agora estava realizando-o, faltava um outro sonho realizar, ter Scott ao seu lado, mas as coisas não aconteceram como ela imaginava...


No começo, achei a Brooke uma doida de pedra por ir atrás de um garoto, que ela mais observava do que conhecia. Mas conforme a história vai se desenrolando, comecei a gostar dela, pois, até mesmo suas escolhas loucas e consideradas "idiotas" a levaram, ao lugar onde ela deveria estar.
"Não adianta ficar com raiva de coisas que não podem ser desfeitas.
Não consigo acreditar que estou realmente aqui. Depois de todo aquele tempo desejando morar em Nova York um dia, agora é real. A empolgação borbulha dentro de mim e faz com que me sinta viva de um modo que nunca senti antes. Pág. 21"

É fácil se identificar com algumas coisas que acontecem com Brooke, pois a desilusão, os obstáculos, a inveja estão retratados de forma cotidiana, mostrando que na vida, todos podem fazer escolhas erradas, mas também todos podem vencê-las e olhar/tornar algo de bom.
A maior burrice de Brooke, foi acreditar em um ideal, que segundo ela, a deixava invisível, normal, o ideal de ser a garota que tem as notas sempre na média, não queria ser a garota esperta, só queria ser aquela que passaria de ano. E esse erro custou caro no final, o que reforçou meu pensamento de que "Não devemos nos importar com o que vão achar da gente, temos é que ser nós mesmos".

"- Você quer ouvir alguma coisa simples? Você poderia ter tirado A em tudo, com muito pouco esforço. Poderia ter sido a melhor aluna da turma, mas jogou tudo fora. E para quê? Para fazer uma declaração radical que ninguém está ouvindo? Para demonstrar um ponto de vista que não beneficia ninguém? Acorda Brooke! Ninguém se importa. Pág. 120"


Sobre os personagens, não teve nenhum que me deixou fula da vida, todos tiveram seu devido propósito.
Candice, foi uma que apareceu pouco, mas nas poucas vezes que apareceu foi um tonta, ciumenta e invejosa, que só por que não teve coragem de fazer o que Brooke fez, fica com invejinha pela amiga ter tomado a iniciativa.

"Pode ser que esta seja a resposta que procuro. Esperar minha vida real começar não é desculpa para desperdiçar a vida que tenho no momento. Só estou com Scott por que assumi o controle da minha vida e a modifiquei para conseguir realizar as coisa que quero. Eu mesma criei essa mudança. Por que não posso fazer a mesma coisa para descobrir qual carreira seguir? Pág. 164"

Já Sadie e John, pelo contrário, são animadores, diria até fofos! Sadie se mostrou uma amiga de verdade para Brooke, diferente das que ela acabou deixando na sua antiga cidade. John, foi uma pessoa de grande importância para ela, mal sabia que, no momento em que aceitou se monitora, sua vida começaria a caminhar pela estrada correta, e que John, o garoto esquentado, que tinha dificuldade em aprender as matérias, seria aquele que lhe ajudaria a encontrar seu verdadeiro caminho.

"O objetivo desta jornada não foi ficar com determinado garota. Foi descobrir quem eu sou, perceber o que eu poderia ser. Mudar para Nova York foi mais importante que seguir Scott. Estar com ele foi muito importante, mas ele era apenas um catalisador. Ele era uma maneira de manter meu sonho vivo. Pág. 184"

É uma leitura para relaxar, despretensiosa, que flui suave e rapidamente, não achei cansativa nem metódico, apesar de ver que algumas pessoas não gostaram do livro, eu gostei, não amei, mas acho uma leitura valida, por mostrar que devemos, tanto arriscar, como também encarar os obstáculos e as coisas negativas em nossas vidas, pois só assim sairemos vitoriosos.



Avaliação Final:



.: ~ * Beijinhos * ~ :.

Comentários

  1. História bem light pelo que vi. A história é bem no estilo que gosto, vou ver se leio. Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário